NOTÍCIAS

Feirão de impostos oferece litro da gasolina por R$ 2,50 no próximo sábado

Data: 17/05/2018

Campo Grande fará parte no próximo sábado do Feirão do Imposto, movimento nacional com venda de produtos e serviços com valor real de mercado. O litro da gasolina será oferecido por R$ 2,50. 

O objetivo é mostrar aos contribuintes a carga tributária dos governos federal, estadual e municipal. Na capital sul-mato-grossense serão 5 mil litros de gasolina com dedução de impostos. A venda será de até 20 litros por carro e 8 litros por motocicleta. 

O desconto será oferecido no Posto Faleiros, na avenida Duque de Caxias, 2.390, na Vila Nova. A distribuição de senhas começará às 6h e o abastecimento será liberado uma hora depois. O pagamento será feito somente em dinheiro.

Quem ainda não abasteceu e não quer esperar até sábado deve correr antes que o reajuste de 1,84% imposto pela Petrobras nas refinarias interfira no preço cobrado pelos postos. Os valores antigos serão mantidos enquanto durarem os estoques do produto mais em conta.

Campo Grande News entrou em contato com vários estabelecimentos na cidade e constatou que alguns deles já elevaram as tabelas.

É o caso do Posto Aliança, de bandeira Petrobras, localizado na Avenida Mato Grosso. Por lá a gasolina comum está saindo por R$ 4,299 independentemente se o cliente comprá-lo no crédito ou à vista. O Posto Itanhangá (Ipiranga), na Avenida Joaquim Murtinho, está cobrando R$ 4,15 pelo produto no cartão. Em dinheiro ou no débito, ele sai por R$ 3,86 já com o reajuste.

Já o posto da rede Kátia Locatelli da Avenida Costa e Silva e o Autoposto Piloto (Avenida Afonso Pena) ainda estão vendendo o combustível por R$ 3,99 no débito/à vista e por R$ 4,09 no crédito, sem o reajuste.

No Posto Tereré, que fica perto do Shopping Campo Grande, o produto sai por R$ 4,09 em qualquer forma de pagamento e o Posto São Marcos, na Marechal Rondon, vende a gasolina a R$ 3,95 à vista/débito e por R$ 4,07 no crédito.

Em todos esses quatro casos, os valores podem mudar a qualquer momento à medida que os estoques se esgotem.

Política de preços - Na última sexta-feira, a Petrobras já havia anunciado novo reajuste para a gasolina que entrou em vigor no fim de semana.

A política de preços adotada a partir de julho do ano passado pela Petrobras para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras se baseia no preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais desses produtos mais os custos que os importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo, esclareceu a empresa.

Segundo ela, “a paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”. O preço considera ainda uma margem que cobre eventuais riscos, como volatilidade do câmbio e dos preços.

Ainda sem contabilizar o novo reajuste, levantamento feito pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível), aponta que Mato Grosso do Sul ocupa a sexta posição dos Estado onde a gasolina é mais barata.

 

Fonte: Campo Grande News

tags: feirão, imposto