NOTÍCIAS

NOTA PROTESTO

Data: 19/09/2017

Ao serem eleitos pelo voto popular nossos deputados estaduais assumiram o compromisso de honrar o seu mandato com projetos para o desenvolvimento do Estado bem como os que atendam os interesses dos seus cidadãos, seja no comércio, na indústria, no agronegócio e no setor de serviços.

Infelizmente alguns em seus lampejos de inteligência ou até mesmo mal assessorados , procuram aparecer na mídia com projetos que atendem somente alguns e geralmente aqueles que não merecem , prejudicam sobremaneira a grande maioria aumentando ainda mais suas despesas e até mesmo tornando inviáveis suas atividades.

 

A Federação das Associações Empresariais do Estado de Mato Grosso do Sul (FAEMS), que representa todas as associações comerciais e empresariais desse estado, não poderia deixar de fazer seu veemente protesto junto á Assembleia Legislativa do Estado pela aprovação do Projeto de Lei que protege os maus pagadores , ao obrigar as Associações Comerciais e Empresariais em comunicar via Correios com o registro A.R. todos aqueles que tem seu nome inscrito no SPC ou Serasa.

Todos nós sabemos que quem não deseja ser encontrado para receber tal comunicado, o fará por tempo indeterminado, obrigando a intimação via judicial e assim acarretando mais despesas.

O Governador do Estado Senhor Reinaldo Azambuja tomou correta atitude ao vetar tal projeto, inserindo em pauta da Assembleia Legislativa pelo Senhor Deputado Estadual Beto Pereira ( PSDB ) que pertence a base aliada do governo.

Será que o Deputado avaliou o quanto esse projeto seria prejudicial não somente aos interesses de nosso comércio, de suas associações e também de uma possível reeleição do Governador do Estado? Não podemos esquecer que o ano eleitoral está chegando e temos conta de que o ilustre Deputado deseja alçar voos mais altos candidatando-se para uma vaga na Câmara dos Deputados. Esse projeto suicida em termos políticos vai estar no comentário de toda classe comercial desse Estado.

A FAEMS, entidade que presido até o ano de 2020 não vai se omitir contra qualquer iniciativa que venha prejudicar o nosso comércio. Não visamos pessoas ou quem quer que seja. O nosso interesse é em defender os comerciantes que pagam a maior e mais pesada fatia de impostos no Brasil e que não podem ficar sujeitos a projetos midiáticos ou que venham somente defender todos aqueles que deixam de cumprir seus compromissos.

 

 

Alfredo Zamlutti Junior

Presidente