NOTÍCIAS

Com novo programa, fruticultor de MS que processa matéria-prima poderá conquistar mercado internacional

Data: 23/04/2019

Em algumas propriedades rurais de Mato Grosso do Sul, dedicadas à fruticultura, é comum o processamento da matéria-prima em produtos manufaturados como, por exemplo, geleias, compotas, entre outros. Para estimular a diversificação e elevar a valorização dos produtos, a CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil e o Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural desenvolveram o “Programa CNA de Alimentos Artesanais e Tradicionais do Brasil”.

A iniciativa, lançada recentemente pelas instituições, tem como pontapé inicial o levantamento das informações do setor produtivo. “É importante que os produtores rurais desse segmento também se cadastrem para que o sistema sindical conheça a realidade do nosso estado e assim personalize o programa para o MS”, destaca o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, afirmando ainda: “O programa da CNA proporcionará melhor qualidade da produção artesanal e tradicional, aumentando a renda do produtor e elevando o alcance do produto no mercado nacional e internacional”.

O programa prevê ações de capacitação, assistência técnica e gerencial, consultoria, melhoria do ambiente tributário e regulatório, fomento e aperfeiçoamento da estrutura para comercialização.

Um produto agroalimentar tradicional tem como características: métodos de produção, processamento e maturação consolidados ao longo do tempo, sendo que na maioria das vezes foram transmitidos de geração em geração. Já o tipo artesanal costuma ser produzido em quantidades limitadas, com excelência, pelo próprio produtor rural ou seus funcionários, que detenha o domínio total do processo produtivo, aliando predominantemente o uso de métodos tradicionais e manuais.

Exportações – Mato Grosso do Sul teve um aumento de 556% na receita das exportações de frutas em 2018, comparado a 2017.  De acordo com o balanço feito pelo Departamento Técnico do Sistema Famasul com dados do MDIC – Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços –, Bolívia, Paraguai e Argentina são os principais destinos para as frutas do estado.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul